Dados constam de um relatório do BCV

O crédito da banca Cabo-verdiana à economia aumentou quase 1% nos primeiros três meses do ano, para um novo máximo de 132.468 milhões de Escudos, segundo dados provisórios do banco central.

De acordo com um relatório do Banco de Cabo Verde, este registo compara com o máximo anterior, superior a 131.310 milhões de Escudos no final de 2020, um crescimento de quase 4% face ao final de 2019, explicado pelas linhas de crédito Covid-19, lançadas pelo Governo para apoiar a recuperação das empresas afetadas pela pandemia.

Do total do crédito concedido à economia em final de março último, 7,8% correspondia a dívida titulada e os restantes 92,2% a empréstimos bancários às empresas, incluindo as empresas públicas não financeiras.

De realçar que o BCV iniciou há pouco mais de um ano a implementação de medidas de incentivo económico e mitigação das consequências económicas da pandemia de Covid-19, disponibilizando fundos aos bancos e incentivando linhas de crédito às empresas, para apoiar a recuperação económica.

Fonte: O País