De acordo com dados de um relatório estatístico do Banco de Cabo Verde, a rede vinti4, que envolve caixas automáticas (CA/ATM) e terminais de pagamento automático (TPA/POS), registou levantamentos globais superiores a 38.370 milhões de escudos em 2021.

Trata-se de um aumento de 10% face aos 34.867 milhões de escudos levantados nas caixas automáticas do país em 2020, no primeiro ano de pandemia de covid-19, quando se registou o confinamento geral da população, para travar a propagação da doença.

Em 2019, esses levantamentos ascenderam a 38.258 milhões de escudos, segundo os dados do BCV.

De acordo com dados da Sociedade Interbancária e Sistema de Pagamentos (SISP), que gere a rede interbancária, funcionavam no arquipélago no início de 2021 um total de 199 caixas ATM, uma quebra de 3% neste parque desde o início da pandemia, “essencialmente devido ao encerramento de estabelecimentos hoteleiros”.

A ilha de Santiago representava então 52% do parque de caixas ATM em Cabo Verde, não sendo ainda conhecidos os dados relativos a 2021.

Cabo Verde enfrenta uma profunda crise económica e financeira, decorrente da forte quebra na procura turística - sector que garante 25% do Produto Interno Bruto (PIB) do arquipélago - desde Março de 2020, devido à pandemia de covid-19.

O país registou em 2020 uma recessão económica histórica, equivalente a 14,8% do PIB e cresceu 7% em 2021, impulsionado pela retoma da procura turística. O Governo prevê 6% de crescimento em 2022.

Fonte: Expresso das Ilhas